Sucessão Familiar – Como realizar?

Esta é a pergunta que não quer calar. O que é preciso para desenvolver um processo sucessório?

Vamos começar com questões preliminares.

Objetivo geral de qualquer Programa de Qualificação de Sucessores deve ser o de capacitar e desenvolver os sucessores da organização, que possuem competência profissional, aptos a contribuir com o desenvolvimento da organização e perpetuação da empresa para as próximas gerações. Este é o patamar de excelência exigido dos sucessores que participarão da formação para sucessão.

Outra pergunta que precisará ser respondida, assim que houver um herdeiro, ou mesmo um colaborador antigo, que estejam qualificados para passar pelo Programa de Formação de Sucessores:

  • Qual será o período para desenvolvimento deste profissional?

Será 2 anos, 3 anos, 4 anos?… Não dá para fazer este tipo de formação em dias ou poucos meses.

O Programa deverá oferecer aos participantes a oportunidade de conquistar uma base sólida de conhecimento e aprendizagem, que permita conduzir as ações da empresa no sentido de manter a rentabilidade organizacional, bem como o direcionamento estratégico.

  • Sua empresa sabe para onde vai? Existem objetivos definidos que possam nortear o rumo da organização? Se não existem, quais os parâmetros a serem considerados para a condução do negócio? Este herdeiro deverá manter ou desenvolver o quê?

Aqui estão exemplos de algumas competências genéricas a serem oferecidas aos sucessores e que podem ser a resposta para algumas perguntas acima: Obtenção de resultados com foco no cliente; Gestão de recursos físicos e financeiros; Conhecimento acerca do diferencial da empresa; Atuação integrada com todas as áreas e/ou pessoas; Liderança.

Exemplos de competências específicas a serem formadas: Capacidade de Negociação; Análise e interpretação do mercado; Desenvoltura em relação as políticas e processos da empresa; Atuação Estratégica junto a fornecedores, clientes, concorrentes, instituições financeiras, entre outros; Capacidade de gerenciar equipe; Conhecimento do fluxo completo de operações, equipamentos e pessoas.

Exemplos de postura comportamental a ser assumida pelo sucessor: Relacionamento interpessoal; Comprometimento; Iniciativa; Flexibilidade; Responsabilidade; Confidencialidade; Moderação; Ética.

Sem saber o perfil a ser formado, não existe como qualificar o profissional. A definição de talento muda de empresa para empresa, e se você não souber exatamente o que é um talento para sua empresa, não saberá como formá-lo. A definição é vaga e sem objetividade.

Outra perguntinha importante: O seu herdeiro realmente quer assumir os negócios da família? Se sim, ele tem aptidão para isso?

Sei que perguntei demais neste post, mas já existem neste texto algumas respostas a serem consideradas.

Até a próxima.